Pages

Ads 468x60px

quinta-feira, 7 de julho de 2011

StarGate

Sinopse da Wikipedia:

O filme começa em 1928 em Guizé ou Gizé, Egito, onde uma tumba gigantesca é descoberta. A filha do arqueólogo-chefe da expedição pega para ela um amuleto com inscrições e o simbolo do deus Ra, que estava no local das escavações.
Ao passar para os dias atuais, é mostrado o egiptologista Daniel Jackson participando de um simpósio, onde defende suas teorias sobre a Grande Pirâmide de Queóps ou Kufu, de que a mesma não poderia ter sido construída na Quarta dinastia dos faraós egípcios, que é a versão aceita oficialmente. Ridicularizado e posto de lado pelos seus colegas cientistas, e deixado para trás no meio de sua apresentação, ele se retira desconsolado. No entanto, uma mulher idosa usando um colar de Ra, que havia assistido parte de sua palestra, o procura, e o convida a participar das traduções de antigos hieroglifos.
Jackson volta a encontrar a mulher e o amuleto numa instalação militar dos Estados Unidos da América, nas montanhas Creek no Colorado. A mulher se apresenta então como Catherine Langford, a menina do início do filme. Jackson traduz (na verdade, corrige a tradução) do amuleto que fala estar o deus-sol Rá no céu distante e que há um portal para as estrelas (Stargate). O coronel aposentado da Força Aérea, Jonathan “Jack” O'Neil então chega e declara essa informação como secreta, impedindo que Jackson a divulgue. Os militares passam a informar Jackson sobre o Stargate, o círculo de pedra encontrado nas escavações de Gizé. Jackson então traduz os símbolos constantes no "Stargate", como constelações e que uma delas é o ponto de origem, provavelmente um planeta. O planeta então é chamado de Abydos, na Galáxia Kalium. Jackson convence os militares a formar uma equipe para usar o portal, pois ele quer ver os prováveis simbolos do outro portal, o do planeta Abydos. O'Neil então liderará a equipe que vai usar o portal.


--------------------------------------------------------------------

CineBostinha: Considerações iniciais: O filme marcou época (é de 1994) e muito do que chamamos de cliché hoje, na época era menos reconhecido como tal e menos explorado. Sou um admirador de ficção científica e não poderia chamar este filme de ruim, mas de puramente mal-aproveitado, em diversos sentidos e níveis. StarGate mereceu um lugar no CineBostinha não pela história ou inovações de enredo, mas pela falta de foco e público-alvo, o que fez o filme se tornar mais um "sessão da tarde genérico" para todos os públicos e no final não surpreende nenhum. Fica no meio da balança entre " não ser muito intrincado para os que não entendem e não ser muito bobo para os que gostariam de algo mais profundo sobre o tema", se tornando então um filme chato e raso, mesmo tendo tudo para ser melhor aproveitado...

Atuação(ou aturação): Mediana, nada muito notável pra mais- algumas notáveis pra menos: A atu(r)ação dos nativos-escoteiros-mirins também não é lá essas coisas. Bom, nada impactante, nada a comentar.

Efeitos: Bons para a época, mas dei uma risada ao ver como os capacetes funcionavam, agora mesmo assistindo. Tirando os capacetes, os efeitos são bons, como a transição do portal e como seria uma viagem nele.

Ambientação: Deserto, areia, cidadezinha... Uma pirâmide que encaixa na outra, tecnologia alienígena misturando-se com a arcaica civilização daquele planeta... Poderia ser melhor explorado, mas...

Música: Sério, só toquei neste ponto para dizer que, mesmo que a música-tema seja grandiosa e graciosa, bem trabalhada e ornamentada, não combina com maioria das cenas do filme! Parece que estamos vendo o filme num ritmo e a trilha sonora em outro, dá uma sensação de desconforto e não sabemos o que esperar: Se é algo mais imersivo-apoteótico-introspectivo da música ou algo mais ação-descobertas-suspense-clímax que as cenas nos levam a crer que teríamos a seguir. No final, nem um nem outro. O filme fica assim: Morno pra frio, até o final.

Figurino: Morno também, mas dá para o gasto. O ponto forte foi a indumentária do Alien e dos seus lacaios... Principalmente os capacetes, mas antes de arrancar uma risada ao apertar aquele botãozinho lateral...

Bom, este filme figura o CineBostinha por ser mais um filme que tinha tudo para ser muito bom e por falta de foco e atenção ficou mais um genérico, como já dito.

StarGate é chato a maioria do tempo, te prende só por alguns momentos com promessas de reviravoltas ou momentos mais tensos, porém ele como um todo é muito previsível (dá pra apostar - e ganhar - com o que vai acontecer a seguir na maioria das cenas) além de ter cenas um tanto inúteis ou só para encher linguiça.

Para exemplificar, temos a cena do Daniel sendo puxado pelo pé, pelo bisão-camelo-animatrônico, cenas que tentam comédia tbm, que tentam drama (como o Nabeh correndo para seus colegas na trincheira)... Que tentam de tudo e quase não conseguem resultado.

Ah, e sempre que eu vejo o Nabeh com a turminha dos escoteiros-mirim, penso em "A Caravana da Coragem" e os Ewoks... Daí perde-se o resto da dignidade do elenco de apoio.

E o filme só nos faz pensar que tá começando a ficar bom, às 1h e 24 minutos do filme (director's cut) quando o Daniel acorda da câmara de cura e vai falar com o Alien e este lhe fala sobre a bomba e sobre a sua civilização. Mas depois desanda novamente.

Cheio de recursos de conveniência para o andamento da história, erros de continuidade e localização que também se tornam convenientes, daquele jeitão todo "Sessão da Tarde" de ser. Quase um "Goonies Militares e o Portal das Aventuras"

Posso encerrar por aqui, dando duas bostinhas de nota para este filme. Humm... Darei duas bostinhas para ele por ter sido muito chato e mal aproveitado. E despeço-me desviando das pipocas e miniaturas de Enterprises que jogarão em mim.

Espero que os outros dois filmes não entrem para o CineBostinha também...


Nota:  

Especial: Parte do rascunho da postagem original e principais acontecimentos do filme, além de provável verdadeiro final (contém spoilers, então devem clicar para aparecer o texto e ainda selecionar pra ficar legível):

 

Carteirinha Vip

Bilheteria